Xilitol

Mais Informações

O que é o xilitol e onde se encontra?

O xilitol é uma substância natural utilizada com frequência como substituto do açúcar. A sua popularidade tem vindo a aumentar nos últimos anos devido ao seu baixo índice glicémico e às suas propriedades no combate à placa bacteriana dentária.

Apesar de ser maioritariamente utilizado como adoçante, podemos encontrar o xilitol numa variedade de produtos, como pastas de dentes e elixires bucais, desodorantes e loções.

É conveniente ter especial atenção a pastilhas elásticas “sem açucar”, e a uma variedade de produtos adequados a pessoas diabéticas, que estão rotulados como “sem açúcar”.

Alguns medicamentos, como xaropes para a tosse, vitaminas em pasta ou certos comprimidos de fácil desintegração, também contêm doses tóxicas de xilitol.

Porque é que o xilitol é tóxico em cães?

O nível de açúcar presente no sangue é controlado pela libertação de insulina no pâncreas. Um aumento da libertação de insulina traduz-se numa diminuição da quantidade de açúcar presente no sangue.

Em espécies não-primatas, como os cães, o xilitol vai provocar uma libertação potente de insulina.

Esta quantidade excessiva de insulina libertada, vai provocar um abaixamento rápido e profundo nos níveis de açúcar sanguíneos (Hipoglicemia).  Este efeito é expectável entre 10 a 60 minutos após a ingestão de um produto que contenha xilitol.

Quais são os sintomas de um envenenamento por xilitol?

Um ou mais dos seguintes sinais podem estar presentes:

  • Vómito
  • Fraqueza
  • Dificuldades de locomoção ou de coordenação
  • Letargia ou depressão
  • Tremores
  • Convulsões
  • Coma

Casos mais severos podem levar a insuficiência hepática e mesmo à morte.

Qual a quantidade tóxica de xilitol para um cão?

Doses de cerca de 100mg de xilitol por kg de peso corporal podem causar hipoglicemia.

Quanto maior a quantidade de xilitol ingerida, maior o risco de insuficiência hepática.

Uma das causas mais frequentes de intoxicação por xilitol, decorre da ingestão de pastilhas sem açúcar. No entanto a quantidade de xilitol presente nestas pastilhas varia muito com o fabricante, existindo pastilhas com grande concentração de xilitol, e outras com menores quantidades.

Qual o prognóstico para recuperação de um envenenamento por xilitol?

O prognóstico varia com a quantidade de xilitol ingerida e com a sintomatologia presente.

Cães tratados antes do aparecimento de sinais clínicos, ou que desenvolvam hipoglicemia facilmente reversível, têm um bom prognóstico.

O prognóstico é mau para animais que desenvolvam insuficiência hepática ou alterações de coagulação.

O prognóstico é muito mau para animais que entrem em coma.

É fundamental que entre rapidamente em contacto com o seu Médico Veterinário, caso haja suspeita de intoxicação por xilitol.

Pedido de Informação sobre Toxicidade por Xilitol em Cães